sexta-feira, 17 de abril de 2015

Viagem Cult: Lucila pelo mundo

Jornalista de viagens, blogueira e tradutora: Lucila Runnacles, criadora do blog ViagemCult, adora assistir filmes, fotografia e comer chocolate. E a última paixão dela é provar chás diferentes (deve ser porque ela morou em Londres por 4 anos).

“Desde a minha adolescência sempre soube que queria viajar e conhecer muitos lugares diferentes. Sabia que isso era o que me dava prazer. E assim foi.”, afirma ela em seu blog.

Além disso, já morou em Moçambique, fez um voluntariado por 4 meses e atualmente mora em Buenos Aires. Lucila é mesmo do mundo! O próximo destino dela? Ela não faz ideia!!!


PUVSR: Primeiro de tudo, de onde veio a ideia de fazer o blog “Viagem Cult”?
Lucila: Meus amigos sempre pediam para que eu contasse as minhas histórias e aventuras cada vez que eu voltava de alguma viagem. Como gosto de escrever e compartilhar o que faço, resolvi começar um blog. Já tenho o Viagem Cult, que antes chamava Mochila Cult, há 4 anos e isso é o que mais gosto de fazer quando sento na frente do computador.

PUVSR: Quais são os itens que NUNCA podem faltar na sua bagagem?
Lucila: Hummmm, câmera fotográfica, uma canga para quando tenho que dormir em algum lugar que não tem lençol ou se o lugar está meio sujos, óculos de sol, protetor solar, um livro e muita 
disposição!!



PUVSR: Pelo o que entendi, você emendou uma viagem na outra e foi morando pelo mundo. Para você, qual é a melhor parte de morar fora? E a pior?

Lucila: Boa pergunta. Sim, eu já morei em vários países; saí do Brasil em 2001 e até hoje não voltei a morar lá. Se pudesse, moraria dois anos em cada país do mundo, mas acho que não vou conseguir. Já a melhor parte de morar fora é conhecer lugares, pessoas e se surpreender com as diferenças. E a pior parte acho que é a inevitável mania que tenho de toda hora ficar comparando o que tem de melhor e de pior com o Brasil.


PUVSR: Como você lida com as saudades do Brasil?
Lucila: Depois de passar tantos anos fora, mesmo voltando uma vez por ano para visitar minha família em Curitiba, aprendi a não sentir saudades o tempo todo. Tem dias que tenho muita vontade de tomar um guaraná ou passear no parque que tem pertinho da casa da minha mãe, mas viajando aprendi a ser feliz com o que encontro pelo caminho e a não desejar tanto o que não posso ter em outros lugares. Ou seja, aproveito para provar comidas diferentes ou visitar outros cantos em vez de ficar em casa pensando no que ficou para trás. Acho que é uma espécie de técnica de autoproteção que inventei para não sofrer de saudades, entende?


PUVSR: Você atualmente mora em Buenos Aires... o que mais você gosta de fazer por aí nas horas vagas?
Lucila: Uma das coisas que mais gosto de fazer aqui é passear pelos parques e praças. Os argentinos têm o costume de utilizar muito o espaço público e isso é uma delícia. Nos fins de semana sempre tem gente tomando sol, de biquini mesmo, nos parques, andando de bicicleta e fazendo piquenique. O parque que mais gosto são os Bosques de Palermo e a minha praça favorita é Vicente Lopez, que fica cheia de velhinhos sentados nos bancos embaixo das árvores e crianças correndo e brincando por lá.  

PUVSR: E agora uma dica para os turistas: o que eles não podem deixar de fazer?
Lucila: Ninguém pode ir embora de B. Aires sem tomar um ou vários sorvetes. Pra mim, são os melhores do mundo. E olha que já tive brigas com italianos por causa disso J Eu amo o de sambayón, da sorveteria Freddo! Outro passeio legal é conhecer a Reserva Ecológica, que fica perto de Puerto Madero e não é um lugar turístico.

PUVSR: Quais são os 3 lugares que mais você quer conhecer antes de morrer?
Lucila: Ainda quero conhecer Cabo Verde, Fernando de Noronha (tenho uma queda por ilhas) e adoraria conhecer todo o continente africano.


PUVSR: Qual a dica que você daria para quem está indo morar um tempo fora do Brasil ou tem vontade de um dia fazer isso?
Lucila: Que façam!! Se alguém tem esse desejo, que não pense duas vezes; que se prepare, que tome coragem e que deixe a rotina de lado para começar uma aventura que pode mudar a sua vida. Morar fora por um tempo curto ou longo exige muita coragem e disposição. Tem dias ótimos e outros, não tão bons, mas eu garanto que essa experiência vale pra vida toda!!

Quer saber mais sobre as aventuras de Lucila?

Instagram: @viagemcult





2 comentários:

  1. Obrigada pela oportunidade e pelo post. Ótimas viagens e caminhos pra vc e pro seu blog! Abraços!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu blog Lucila!
    Gostaria de saber, que roupa usar para ir ao hotel Llao Llao no inverno de Bariloche para participar do famoso chá da tarde?
    Roberto e Candida

    ResponderExcluir