sexta-feira, 20 de março de 2015

Vancouver: o outro lado do Canadá

Essa minha volta para Toronto, me fez lembrar muito a primeira vez que vim para o Canadá e passei 1 mês em Vancouver! E sempre me perguntam: e aí, qual é o melhor lugar? E a minha resposta sempre é: Depende! As duas são muito diferentes!

Aproveitando esse mês dedicado ao Canadá, vou escrever sobre a minha experiência em Vancouver!

 
Há 3 anos atrás, vim para cá com o mesmo propósito: estudar inglês.
Mas tudo foi diferente. Estava de férias do trabalho, não queria focar nos estudos, queria apenas melhorar o meu inglês e passear! E foi o que fiz! Ficava na escola quase o dia todo (até as 15h) e de lá, todo os dias, tinha uma programação diferente. Ah, também não passei um final de semana em casa. Quando não viajei, fiquei em um hotel em Downtown para aproveitar a cidade.

Está aí a primeira grande diferença de Vancouver para Toronto (na minha estadia):

HOSPEDAGEM
Em Vancouver fiquei em Homestay (muito longe de Downtown). Conclusão: saía de casa as 7am e só voltava as 10pm. E além de tudo tinha que me programar para que roupa vestir, quanto dinheiro levar, etc. Não podia voltar no meio do dia se esquecesse algo... porque era longe e levava praticamente 1 hora da minha casa até o centro.
Isso me incomodou um pouco, e à primeira vista, homestay é barato, mas somando com os custos de transporte e alimentação fora de casa durante o dia, e ás vezes o hotel do final de semana (ou até mesmo o taxi de volta para casa), no final, ficar mais no centro em um quarto privado ou na homestay dá quase na mesma. É claro que na homestay você pratica mais o inglês, nunca está sozinho e sempre arruma uns amigos de nacionalidades diferente!

Em Toronto resolvi fica em Downtown (na verdade perto de onde tudo acontece). Estou há 1Km da Dundas Square (a praça principal) e há 2Km da escola (o que me permite dormir um pouquinho mais e ir caminhando todos os dias de manhã). Foi um pouco mais caro que homestay, mas em troca ganhei a liberdade e facilidade de ir e voltar para casa a hora que eu quero - sem me preocupar se aparecerá algum programa mais tarde!

Claro que também opções de hotel e hostels pela cidade. Mas lembre-se, a cidade é muito grande. Tente sempre ficar em uma região mais central. De qualquer jeito em Vancouver tem que andar de metrô e ônibus para as programações. Impossível fazer tudo a pé!

ESCOLA
A escola também senti bastante diferença... mas aí acho que isso é da rede, do curso que escolhi e do nível que eu estou. Em Vancouver, fiz ILSC. Recomendo!! As aulas da parte da manhã são bem chatas: gramática e conversação basicamente (com Koreanos). As aulas da tarde são eletivas e eu escolhi foco em Business (o que foi muito bom, porque o nível do pessoal é mais alto). A minha escolha em Toronto conto nos próximos posts =)



12 ATRAÇÕES EM VANCOUVER QUE VALE A PENA IR

Vancouver tem MUITA coisa para fazer, mas tem que torcer para não chover, porque tudo é fora, nas ruas! Quando eu fui, chovia um dia sim, uma dia não. Deu tempo de fazer quase tudo o que eu queria! Se for no verão, com certeza não terá esse problema!

1. Stanley Park: com certeza um dos melhores programas para fazer. Demorei umas semanas para ir... porque não estava muito confiante do tempo. Stanley Park é um dos maiores parques do mundo (deve perder só para o Central Park rs) e também foi eleito o melhor parque da América do Norte. Se puder, faça a volta de bicicleta e tire pelo menos metade do dia (para ir tranquilo e tirar MUITAS fotos)



2. Vancouver Aquarium: eu não sou muito fã de aquários (mas sempre acabo indo em todas as cidades de praia que visito), mas esse vale a pena!!!. Ele fica dentro do Parque Stanleye é um dos maiores da América do Norte. Para quem gosta muito de bichos, animais, etc, precisa de um dia todo. Se for como eu, 4 horas (no máximo) será suficiente!



3. English Bay: essa lugar, com certeza, é um dos pontos favoritos das pessoas que vivem em Vancouver (o meu também). É uma praia, mas não tão bonita quanto as que estamos acostumadas no RJ, por exemplo, mas vale a pena para relaxar. Ah, não deixe de passar pelos bonecos famosos (eu não me lembro o nome).


4. Grouse Mountain: não importa se for no inverno ou no verão; é uma montanha para qualquer estação. No verão, poderá andar de caiaque, fazer canoagem, caminhadas, bicicleta de montanha e no inverno, o local é tomado pelos snowboard, esqui e patinação no gelo!! Sabe aquele lugar que parece de mentira?



5. Robson Street: para ir às compras!! Roupas da moda, e até mesmo vintage e acessórios incomuns.

6. Praias de Kitsilano (uma das regiões mais badalas de Vancouver): impo, seguro e organizado. Praia boa para passar o dia, fazer picnic, etc à beira do Pacífico.

7. Granville Island: a principal atração da Ilha (bem em frente a Vancouver) é o mercado municipal, que oferece uma infinita variedade de comidas e bebidas. Além disso, ao lado localiza-se a fábrica da cerveja Granville Island (eu não tenho certeza se existe algum tour, alguma coisa, eu não fiz).



8. Deep Cove (há 30 minutos de Downtown): para apreciar uma paisagem (eu cheguei lá quase de noite porque me perdi e estava morrendo de fome)


9. Bairro de Gastown: o coração de Vancouver (ao lado da Chinatown). Foi o primeiro lugar que eu visitei quando eu cheguei. Realmente é muito bonito, uma arquitetura muito legal, restaurantes, bares e lojinhas de lembrancinhas do Canadá. Essa é uma das regiões mais antigas de Vancouver! Uma das atraçoes principais do bairro é o famoso relógio à vapor (para mim, não é nada demais rs) .


 10. Davie St: famosa pela região que concentra a população gay da cidade. Até os pontos de ônibus são diferentes! É divertido passear por lá. 

11. Lynn Canyon Park e Capilano Park: super famosos pela ponte suspensa, porém o primeiro tem entrada gratuita. O outro parque (que eu fui) é pago!


12. Harbour Center: Para quem é fã de pôr do Sol e vistas panorâmicas, não pode deixar de subir!!



LUGARES PARA VIAJAR NO FINAL DE SEMANA

Whistler
Montanhas, de novo, para os que querem esquiar (no inverno) e aos fãs de esportes (no verão). Fica há 2 horas ao Norte de Vancouver e com uma vida noturna mega agitada!!!! DICA: se puder dormir pelo menos uma noite, vale a pena! Ah, mas tente reservar tudo com antecedência, os preços costumam ser bem salgadinhos nas temporadas!


Rocky Mountains


A melhor viagem da minha vida, com certeza!! Fui com a West Trek Tour. Se eu pudesse dar um conselho eu diria: vá com eles. As 12 horas de ônibus até o ponto alto da viagem, as paradas, os hotéis, o guia e os seus "ajudantes" (todos intercambistas) faz toda a diferença!
Não me lembro muito o caminho e por onde passamos. Só me lembro que eram milhares de montanhas o tempo inteiro. Uma mais linda que a outra. Ah, e paramos em umas 2 cidades diferentes para dormir. Uma não era nada demais e passamos a noite no hotel e fizemos a nossa própria festa. A segunda parada foi em Banff - de novo, acho que a melhor cidade do mundo (estou exagerando). Mas eu lembro que era uma cidade linda, com a melhor balada do mundo... e o melhor? Só tinha australianos pela cidade... era impressionante!!! 

Dizem que o mais bonito das paisagens é no verão - onde as paisagens de água de mesclam com as montanhas e neve! Eu fui no inverno e não achei que seixou a desejar. Mas quero voltar um dia na minha vida durante o verão!



Se pensar em ir para lá, no inverno ou no verão: www.westtrek.com/

Victoria: é uma ilha que antes de ser do Canadá, foi disputado pela coroa Inglesa e a Hudson´s Bay company (empresa mineradora). Hoje, é a capital da British Columbia. É simplesmente linda a cidade e totalmente diferente de Vancouver. Vale a pena a visita. Ela fica há mais ou menos 1h30 de Vancouver (de balsa). Mas a balsa, é praticamente o navio - é uma delícia a viagem! E as vistas são incríveis (na ida e na volta).


Seattle
Para os viciado em Outlet... Seattle fica há mais ou menos 2 horas de Vancouver. Na época que eu fui, o dólar canadense estava mais caro que o americano. Agora, está o contrário, então não sei o quanto vale a pena essas compras. Mas, se quiser conhecer a cidade, vale a pena!

Marcella Romani





Nenhum comentário:

Postar um comentário